quinta-feira, novembro 06, 2014

As soluções pro Escritório Central

Cada cidade tem pelo menos um “elefante branco”. Sim, aquele monumento, criado com algum fim, que, no decorrer do tempo, foi perdido.
Na cidade em que eu moro, há alguns. Um shopping com a arquitetura sofrível (e a administração ainda pior, mas isso) é um deles. O mais tradicional, porém, é chamado Escritório Central e, durante muitos anos, foi usado como o edifício que centralizava a administração da Companhia Siderúrgica Nacional, usina que produz aço e já foi a maior da América Latina. Alguns anos atrás, porém, a CSN levou seu “escritório central” para a capital e o prédio, que fica numa área nobre da cidade, foi abandonado.
Aí, meu querido amigo fotógrafo jornalista criativo André Sodré criou uma série de soluções para o tão tradicional e querido Escritório Central da CSN. As sugestões, devidamente ilustradas, para mostrar que não seriam soluções absurdas, foram publicadas no Facebook dele. E eu, como fã do trabalho dele e das possíveis soluções, compartilho com meus três leitores:

SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 1

Apartamentos para 2500 famílias no programa 
Minha Casa Própria do próximo governo



SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 2
Arrendar para a Al-Qaeda


.

SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 3

Cenário pra indústria cinematográfica japonesa.




SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 4

Cemitério vertical para High Society




SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 5

Motel de alta rotatividade com suíte presidencial




SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 6

Construção de um grande estacionamento para ônibus 

de romeiros em visita à estátua de Dom Waldyr



SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 7

Um muro de pedra, para se lamentar





SOLUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO ESCRITÓRIO CENTRAL DA CSN - 8

Um palácio suntuoso para uma princesa morta.



Vale ou não vale a pena pensar nas possibilidades?

2 comentários:

André Sodré disse...

†hat`s all folks!

Guiliane Carraro disse...

O cemitério foi uma ideia fodástica!!!