segunda-feira, abril 20, 2015

Banco*

É impressionante como nos acostumamos às coisas e vamos dando como normais. Eu parei pra pensar e me dei conta de que vivemos num país onde você não pode mais ter acesso ao seu dinheiro depois das 22h. Até as 6h do dia seguinte, você não consegue movimentar a sua conta, nem pela internet. 
Olha que absurdo! O dinheiro é meu, mas eu só tenho poder real sobre ele por 16 horas. Durante 8 horas, o banco faz o "favor" de guardar o meu dinheiro sem me dar a possibilidade de usá­-lo. Alega o banco, que essa é uma medida preventiva, adotada por questões de segurança. Mas isso deveria ser opcional. Se eu, como cliente, quiser ter esse dispositivo para a minha conta, aciono esse mecanismo. 
É como se andar de carro fosse proibido à noite nas estradas porque é muito perigoso e tem muito acidente. Se eu achar perigoso viajar à noite, viajo de dia, simples assim. Ninguém me perguntou o que eu achava dessa medida. 
O que temos é a opção, em um caixa 24h (que me cobra por esse serviço), de tirar no máximo R$ 300 em um saque único por noite. É inacreditável. Eu tenho que ter pleno direito sobre o uso do meu dinheiro. E não é uma questão de "esse ou aquele" banco, são todos. 
O caso da internet, pra mim, é pior. Não pode pagar conta? Que ladrão malvadão é esse que rouba seu cartão e paga a sua conta do Visa à meia-­noite. Ele não tá me roubando, ele tá me fazendo um favor. E fora que, pro ladrão poder fazer qualquer pagamento, ele precisa da minha senha pessoal, da minha senha eletrônica, do mês do meu nascimento, do meu Tolkien... E ele só tem três tentativas, porque na terceira bloqueia tudo. Meu deus do céu, se o ladrão conseguir passar por tudo isso, acho que ele, inclusive, merece o meu dinheiro. 
E se tem tanta chateação para manter a segurança da sua conta para poder pagar uma mísera conta de luz, porque não se pode fazer isso de noite? De dia é a mesmíssima coisa. Qual o problema? À noite, os bandidos ficam mais espertos? Não consigo entender, de verdade, um banco anunciar no seu slogan que é 30 horas e funcionar metade disso. É propaganda enganosa. Será que podemos acionar o Procon? E pra fazer uma TED? Tem que ser até as 19h e após a saga das senhas, você tem que esperar uma pessoa do banco te ligar pra confirmar a transferência. Quer dizer, tudo aquilo, todo aquele procedimento de segurança foi em vão, se você não atender a moça pra dizer pra ela que era você mesmo fazendo a transação. 
Vamos eliminar todas as senhas e só deixar a coisa do telefonema? Facilitaria tanto a vida. A paranoia, o medo e a tensão nos fazem aceitar certas coisas que, se analisarmos com calma, não tem nem sentido. 
É uma pena termos que viver sob esse tipo de pressão, mas continuo achando que o dinheiro é meu e faço o que eu quiser com ele. 

*Por Fábio Porchat

Um comentário:

Valquiria Paula disse...

Eh... por isso ninguém leva a sério o que o Fábio Porchat fala rsrsrss. Até para reclamar das coisas ele é engraçado!