segunda-feira, dezembro 06, 2010

Chegaram as chuvas

E o cenário se repete. Chegou dezembro e com ele as chuvas da estação. A primeira, pra ser mais exata. E a primeira que devastou bairros de diversas cidades do estado. Ruas ficaram completamente alagadas. Casas submersas. Pessoas se agarrando às grades e muros para não serem carregadas pela correnteza. Carros abandonados pelas vias. Falar em trânsito parado é praticamente piada. Falta de energia então...

E isso é apenas o começo.
Novamente a estação promete trazer o caos a grandes cidades do país. No caso específico do Rio, o caos virá a, salvo engano, todas as cidades.
Em 7 horas de chuva intensa, o trânsito parou. As imagens eram assustadoras.

Novamente, por outro ano, está como rever um filme. Sem novos personagens, novas cenas, novos desesperos. Pelo jeito, o que vai se repetir é o terror vivido por comunidades inteiras no ano passado, com deslizamentos monstruosos e um sem-número de mortes em decorrência das chuvas.
Mortes que não estinularam o início de investimentos, planos, obras ou o que quer que seja necessário para, mesmo a longo prazo, conter tamanha desgraça.
O 2010 foi o ano de enaltecer políticas de assistência social e de contenção da Economia. Como isso bastasse. É necessário, mas não suficiente para proporcionar melhorias práticas em questões que, há anos, perseguem os habitantes de importantes cidades do país.
Vamos assistir novamente. E mais uma vez. E outra. Com uma única diferença, em 26 anos: o título brasileiro do Fluminense.

2 comentários:

Thaissa Costa disse...

A culpa foi do Fluminense. Tanto tempo sem ganhar o título, que qdo ganhou...choveu...quase q o mundo acabou!

Giovana Damaceno disse...

Saudações Tricolores!