sábado, janeiro 29, 2011

A Laura e o mantra

Estranho... pelo que me lembrava, não estava há tanto tempo assim sem atualizar o brog. Minha memória recente não acusava tamanho espaço de tempo sem que eu passasse por aqui pra contar as novas.
Pensei isso hoje cedo, quando acessei o brog. Fiquei preocupada, afinal de contas, memória me traindo aos 30... complicado. Se bem que já são 31...
Peguei o calendário. Meu amigo de todas as horas. Especialmente essas, nas quais sou traida pela minha própria memória...
E nem demorei muito pra constatar... coisa da Laura.
Eu não tinha percebido que a maldita tinha chegado, sorrateiramente, tomado minha mente e me enganado sobre isso, algo tão simples e com o qual e me preocupo tanto...
Percebi então que a Laura tinha me deixado muitas outras evidências da sua presença e eu sequer tinha notado.
Pois muito bem... como quando ela aparece, tudo dá errado, hoje não podia ser diferente. Consegui passar o dia me controlando e entoando mantras que não agradam muito a Laura. Aprendi este truque e sempre que percebo a presença dela, me esforço e consigo neutralizá-la.
À noite, saí com uns amigos. Pela dificuldade de entoar mantras em meio ao bate papo, aconteceu o pior. A Laura apoderou-se de mim. É, meu alter-ego que não me dá paz.
Resultado? O fato menos pior da noite foi o garçom do bar em que estávamos esbarrar na mesa e dois copos de cerveja cairem e todo o conteúdo deles, que tinham sido preenchido há apenas 3 segundos, cairem sobre mim.
É. Inacreditável. Os copos que continham outras substâncias - água e refrigerante - permaneceram de pé. A mais pura verdade. Justamente a cerveja... o pior dos cheiros.
E este foi o acontecimento menor de todos. Juro que se eu começar a enumerar todos aqui, o post vai ficar extenso e a Laura vai ficar zombando de mim... sim, ela é dessas.
Agora preciso voltar ao meu mantra. Pra conseguir dormir.

2 comentários:

joshua disse...

Parabéns pelo belíssimo blogue. Nosso mantra nossa paz.

PALAVROSSAVRVS REX

Giovana Damaceno disse...

Bem, depois e um tratamentozinho contra uma doençazinha bem chatinha, meu alter-ego, se assim também posso definir, não me visita faz tempo. Mas não ando mais calma por isso... rsrsrs