terça-feira, setembro 13, 2011

Inveja é inveja!

Foi no facebook um dia desses. Acho que no fim de semana. A Resende, minha amiga, postou que tava na praia, em São Conrado, curtindo praia. No meu comentário, disse que tava com inveja. Ela, prontamente, disse: "inveja branca, né, amiga?". E eu, claro, respondi: "Não, inveja mesmo".
Como assim, inveja branca? Eu fiz uma brincadeira com a Resende, claro. Não estava com inveja dela, mas se estivesse, não seria inveja branca. Por que? Como, por quê? Porque não existe esse negócio de inveja branca. Inveja é inveja, e pronto.
Tem gente que se esconde nessa "modalidade" de invejar os outros e, muitas vezes, nem percebe que o que está sentindo é, no sentido mais puro da palavra, inveja. Se é que existe sentido puro pra isso.
Eu demoro a perceber essas coisas. Aliás, tenho um super amigo, o meu querido cerimonialista perferido, Max Coelho, que foi quem me ajudou a sacar que o que aquela pessoa sentia por mim era só inveja. 
"Mas como? Inveja de que?", perguntei eu umas mil vezes pra ele. "Eu não tenho nada nessa vida, gente", eu sempre completava.
E, com uma percepção incrível, que poucas vezes vi em alguém, ele me disse certa vez: "Não é inveja do que você tem, é inveja do que você é".
E foi exatamente neste dia, aliás, neste momento, foi que tudo ficou esclarecido na minha mente.
Todo mundo, pelo que eu soube depois, tinha a mesma impressão que o Max: que aquela pessoa tão próxima de mim tinha inveja do que eu era e não do que eu tinha.
Muita gente pode chamar isso de "inveja branca", o que significaria uma inveja sem maldade, sem aquele ingrediente principal da inveja, que alimenta a própria inveja.
Talvez, as pessoas utilizem essa expressão, que abranda o sentido da inveja, com sinceridade, mas com ignorância também. Existem palavras na língua portuguesa que substituem essa tal inveja branca. Pra mim, admiração é a principal delas. Em determinadas situações, cabe "espanto". Ou "surpresa". Na maioria quase absoluta dos casos, porém, "admiração" cabe melhor.

2 comentários:

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

Giovana Damaceno disse...

Inveja é inveja e pronto. Seja do que você tem ou do que você é. A pessoa não sabe, não consegue ou não pode ser algo que julga bom e prefere se morder porque o outro é ou tem.
Aff... que preguiça eu tenho disso...