sexta-feira, março 18, 2016

Como não amar?

Puxa! Faz um tempão que não passo por aqui. E os assuntos estão só acumulando... to criando uma listinha, que fica num bloco, no meu criado mudo, para, em breve, escrever sobre tudo. Ou tentar, pelo menos.
E o meu retorno merece muito mais que um resumo das novidades, numa postagem "Rápidas", como eu sempre faço. Merece um texto exclusivo.
O retorno é pra falar de quem? De quem? De quem? Como assim? Não tinha como ser de mais ninguém, além dela, a Aurora, o mais novo amor das nossas vidas.
Essa coisa deliciosamente pequena, encantadoramente calma ao mesmo tempo em que é assustadoramente brava, e que tem um poder sobrenatural de nos encantar a cada dia. E esse encanto acontece de uma forma inimaginável, impressionante e com tanta força que faz doer.
Sei que meus três leitores já devem ter lido isso em algum blog por aí, ou ouvido de alguma recém-mãe. Acho que até eu já tinha ouvido algo do tipo. Nunca achei clichê, mas também nunca tinha imaginado a dimensão deste sentimento. É louco, é inexplicável, é lindo. Mais que isso, é perfeito - pra mim, a palavra "perfeito" não deve ser usada "em vão". Só a utilizo quando tenho noção do nível da situação. E esta merece.
A Aurora é, sem dúvida nenhuma, a melhor coisa que aconteceu nas nossas vidas. E estou falando "nossas", porque falo por mim, claro, pelo Devan, e pelas pessoas bem próximas a nós, especialmente meus pais, que não se cansam de dizer que "Deus caprichou ao enviar nossa primeira netinha".
Ela é linda. Não, não é porque é minha filha. Ao contrário. Eu sempre fui muito crítica - e depois da Aurora, não farei mais isso - com os bebês, assim que nascem. Pra mim, todos têm a mesma cara, são inchados, não se parecem com ninguém.... ah, têm aquela célebre cara de joelho. E por falar isso muito, quando engravidei, disse pra todo mundo que se minha filha tivesse cara de joelho, eu diria. Meus três leitores, com certeza, sabem que eu diria mesmo. Só que não é o caso. Ela é linda mesmo. Sim, nasceu inchada, sem semelhança com nenhum de nós, mas definitivamente não tinha cara de joelho. 
E a cada dia que passa ela vai ficando mais linda. 
Nasceu clarinha e, há 24 dias vem morenando. Não sei aonde vai chegar, mas ta indo. E só fica mais linda.
Os cabelos - meu maior receio, meus três leitores devem se lembrar - são lisos. Não, gente, não sou romântica ao ponto de achar que vai ficar assim, mas o fato de ser muito cabelo, escuro e liso, ajudam a compor a beleza dela.
Ta, gente, não vou ficar falando falando falando. Vou mostrar!






Nenhum comentário: